28 de out de 2012

Rota de fuga

Acreditar na prepotência da sorte
E na bondade do acaso fantasiado de surpresa
Com a superação do inabalável
Entre o vai e vem das coisas
Como se fosse parte de algum cenário
Pré-fabricado
Com janelas e portas
Que só abrem por dentro