21 de set de 2012

Voar um pouco

Sofro do bem e do mau comum que revestem todo ser que se diz 'humano'.
Vou aprendendo isso com o tempo, acertando ponteiros de acordo com as horas que passam.
Renego loucuras como se não sentisse dor em vê-las passar sempre tão rápidas...
Uma pontinha de dor, mas dói.
Faço que não vejo por pura falta de coragem.
Tento manter no chão pés que querem flutuar.
Pouco chão para pisar e pouco tempo para entender.

É, eu sei
Não precisa dizer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário